Home Economia Brasil Empresas Alta do desemprego provoca aumento da desigualdade

Alta do desemprego provoca aumento da desigualdade

0

Desde o início do segundo mandato da presidente afastada, Dilma Rousseff, a desigualdade entre os que compõem a força de trabalho subiu 3%, aponta estudo

 

O aumento do desemprego tem feito com que a desigualdade volte a crescer no país. De acordo com reportagem desta segunda-feira do jornal Folha de S.Paulo, desde o início do segundo mandato da presidente afastada, Dilma Rousseff, a desigualdade entre os que compõem a força de trabalho (desempregados e ocupados) subiu quase 3% — número alto para um indicador que varia pouco ao longo do tempo. Nesse período, a taxa de desemprego subiu de 7,9% para 10,9%.

A alta na desigualdade é objeto de estudo do professor da USP Rodolfo Hoffmann, especialista em políticas sociais. Ele usou dados do IBGE para estudar o impacto da falta de vagas. O levantamento se baseia em informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), cuja série começou em 2012.

A métrica mais apurada para medir a desigualdade é a renda dividida por morador de um domicílio. Este dado só é divulgado pelo IBGE uma vez por ano, em setembro. Até lá, para não ficar no escuro, especialistas costumam usar como régua a renda dos trabalhadores ocupados.

 

“Como uma característica importante da crise é o aumento do desemprego, é mais apropriado analisar a distribuição do rendimento da força de trabalho, e não apenas dos ocupados. Considerar apenas os ocupados implica desconsiderar os desempregados”, diz. Nos primeiros três meses do ano, de acordo com o IBGE, 11,089 milhões de pessoas tentaram, sem êxito, se ocupar.

Carregar outros posts relacionados

Check Also

Seis filmes que ensinam sobre finanças pessoais

Um casal afundado em dívidas que após perder toda a fortuna que ganhou em um prêmio de lot…