Início Economia Brasil Finanças Pessoais Cheque especial sem juros é vantagem ou pegadinha?

Cheque especial sem juros é vantagem ou pegadinha?

0

São Paulo – O dinheiro do mês acaba antes de receber o próximo salário. A solução parece ser aquele limite do cheque especial por dez dias sem juros que alguns bancos oferecem. É furada ou dá para aproveitar?

De fato, não haver cobrança de juros por alguns dias é um atrativo e tanto para usar o limite da sua conta corrente depois que o saldo chega a zero. Os juros do cheque especial chegam, em média, a 12,7% ao mês, segundo o Banco Central. Isso significa que se você pegar 1.000 reais emprestado do banco em um mês e deixar de pagar por um ano, sua dívida chegará a 4.184 reais

Mas, mesmo sem juros, essa ferramenta de planejamento financeiro não é um oba-oba. Usá-la só funciona do jeito certo: pegando o empréstimo só em situações de emergência e pagando na data limite, sem esquecimentos.

Você pode usar o limite do cheque especial sem juros em dez dias por mês, corridos ou alternados. Caso se engane nas contas, e use, por exemplo, por 11 dias, você pagará juros retroativos sobre todos os dias que você pegou empréstimo, e não só sobre um único dia de limite ultrapassado. Viu o perigo?

“Não existe almoço grátis. O banco não á mau, mas quer ganhar de algum jeito”, explica a economista Marcela Kawauti, do SPC Brasil. Por isso, o perigo não é você usar uma vez o empréstimo por dez dias sem juros, mas fazer disso um hábito, a ponto de perder o medo e esquecer de pagar.

Com ou sem juros, o segredo é usar o cheque especial só em situações de emergência, quando não der para esperar para juntar o dinheiro. Isso é, quando estourar o cano da cozinha, você bater o carro ou tiver um problema sério de saúde. E mesmo assim, só se não tiver um dinheiro guardado em outro lugar para emergências.

Usar o cheque especial sem juros todos os meses não é um problema pelos juros, mas evidencia que algo não está bem na sua vida financeira. “Isso significa que você está com um desencaixe, gastando sempre antes de receber”, explica o economista Flávio Calife, da Boa Vista SCPC. Para organizar suas finanças, vejacomo montar um orçamento financeiro pela primeira vez.

Em último caso, se você precisar pegar um empréstimo no banco além dos dez dias do cheque especial, outros tipos de créditos são mais baratos, como o consignado e o empréstimo pessoal. Veja mais detalhes.

Lembre-se de que mesmo não havendo cobrança de juros, o governo cobra 0,38% de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). Além disso, para fornecer esse serviço, o banco pode exigir um tempo mínimo de relacionamento com o cliente ou uma faixa de renda mínima.

 

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Governo zera impostos de importação sobre bens de capital e de informática

Benefício é concedido a itens que não têm produção nacional equivalente Brasília — A secre…