Início Economia Brasil Energia Falta de pagamento deixa prédios públicos sem energia em Sumaré, SP

Falta de pagamento deixa prédios públicos sem energia em Sumaré, SP

0

Prefeitura deve R$ 1,1 milhão à CPFL; proposta de parcelamento foi barrada. Corte foi o último estágio das ações de cobrança de acordo com a empresa.

Doze prédios públicos da Prefeitura de  Sumaré (SP) estão com a energia elétrica cortada por falta de pagamento das dívidas do município junto à Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL). De acordo com a Administração, o valor das despesas chega a R$ 1,1 milhão. A lista dos prédios sem luz não foi divulgada.

O corte de energia aconteceu na terça-feira (27) após o último estágio das ações de cobrança por parte da CPFL. De acordo com a Companhia, a energia não foi cortada nos prédios que oferecem serviços essenciais, como hospitais e delegacias.

A rodoviária de Sumaré é um dos endereços que sofreram cortes de energia, mas lá o serviço já foi reestabelecido.

A Prefeitura informou em nota que negocia com a empresa para o “pagamento de parte do débito e, assim, restabelecer o serviço”. A assessoria da Prefeitura não informou quais são os meses de referência do montante devido.

Negociações
Durante as negociações entre as partes, a CPFL ofereceu à Prefeitura um acordo para parcelamento das dívidas acumuladas. De acordo com a administração, a proposta foi de quitar o débito em 24 vezes.

A proposta foi apresentada pela Prefeitura à Câmara de Vereadores em sessão extraordinária, mas não chegou a ser votada. Sem aprovação prévia do Legislativo, a Administração não poderá negociar os débitos com a empresa.

Sem previsão
A Prefeitura informou que não existe previsão de acordo para quitar as dívidas, mas que o assunto está sendo negociado. Ainda segundo o Executivo, não é possível listar quais são os prédios sem energia, pois em muitos deles os servidores estão em recesso.

Segundo a CPFL, é necessário o pagamento de ao menos uma parcela do acordo para a energia voltar a funcionar normalmente.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Governo zera impostos de importação sobre bens de capital e de informática

Benefício é concedido a itens que não têm produção nacional equivalente Brasília — A secre…